Greve do Detran: TJ ainda não sabe quem vai assumir futuro da paralisação

O futuro da greve dos servidores do Departamento Estadual de Trânsito (Detran)- que poderia ser definido pelo Tribunal de Justiça- não tem data para…

O futuro da greve dos servidores do Departamento Estadual de Trânsito (Detran)- que poderia ser definido pelo Tribunal de Justiça- não tem data para chegar.

É que o processo está parado no gabinete do desembargador Tutmés Airan, de férias, que volta das férias no dia 21. O desembargador, inclusive, deixou parte das férias para participar da última reunião (sem acordo) entre Governo e servidores. Como não houve entendimento, Airan voltou ao descanso.

A saída é que uma das partes pedisse que o processo fosse redistribuído. E o pedido foi protocolado pelo diretor-presidente do Detran, Antônio Carlos Gouveia- para a Presidência do TJ. E nada.

Repito: servidor do Detran deveria ganhar o mesmo salário do desembargador do TJ. Mas, uma greve que paralisa 100% dos atendimentos para a população é injusta para quem precisa. E quem precisa não aparece nas mesas de negociações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *