Gato no residencial Casa Forte, em Maceió, dribla corte de luz

Ele fica na Via Expressa, por trás da empresa Verdes Mares e em frente ao Hiper Antares, parte alta da capital alagoana. E desde…

Ele fica na Via Expressa, por trás da empresa Verdes Mares e em frente ao Hiper Antares, parte alta da capital alagoana.

E desde 9 de março que repousa em densas sombras, na Eletrobrás, a denúncia dos próprios moradores.

O condomínio está com a energia elétrica cortada, por dívidas com a estatal.

Daí que surgiu alguém “que tem juiz muito amigo” foi lá e religou a luz, de maneira ilegal.

Ou seja: um gato mia na luz do residencial.

Só que os moradores não querem pagar pelo gato.

Pior: podem ser obrigados, também, a pagar o pato.

6 thoughts on “Gato no residencial Casa Forte, em Maceió, dribla corte de luz

  1. A Eletrobrás deixou de fornecer energia por falta de pagamento, são 03 contas em atraso. A falta de pagamento não foi por não ter dinheiro, pois todos os moradores pagas suas taxas em dia, e confirmado em extratos bancários ter dinheiro suficiente pra pagar. Até hoje os moradores pedem uma explicação e o presidente da associação não dá.

  2. Nós moradores do residencial casa forte, estamos pedindo socorro para essa situação no nosso residencial; estamos a dias sem água e sem soluções pra resolver esses problemas que cada dia está se agravando por conta dessa atual gestão, que nos tirou o direito de consumo da nossa água, limpeza de canteiros praças sujas e a 2 anos que n temos prestação de contas aqui no residencial .

  3. Os gestores estão se superando em desmandos e irresponsabilidade. Conseguiram pela primeira vez na história do residencial deixar mais de 200 famílias sem água devido a inadimplencia junto a eletrobrás. Fizeram mais, fizeram GATO!
    O gato vai pegar o rato e nós vamos pagar o pato.

  4. 20 anos que moramos no Residencial casa Forte e nenhuma gestão deixou os moradores nessa situação sem água. Falta de pagamento de energia. O pior que a gestão atual não tomam providência em enviar boletos para serem pagos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *