Família Garrote será interrogada como ré, em Maceió, por compra de votos

Arlindo Garrote (prefeito de Estrela de Alagoas) e sua mãe, Ângela Garrote, ambos do PP, sentam no banco da justiça, como réus, no dia…

Arlindo Garrote (prefeito de Estrela de Alagoas) e sua mãe, Ângela Garrote, ambos do PP, sentam no banco da justiça, como réus, no dia 3 de agosto. Serão ouvidos na sede do Tribunal Regional Eleitoral, às nove da manhã.

Segundo o Ministério Público Eleitoral, na votação de 2012, foram apreendidos R$ 1.690,00 com Arlindo Garrote. Dinheiro que, segundo o MPE, serviria para comprar votos.

Arlindo foi eleito naquele ano e em 26 de janeiro de 2013 foi preso por outro crime: integrar quadrilha que desviou R$ 1 milhão dos cofres de Estrela de Alagoas. A mãe, Ângela, também foi presa pelo crime.

Deixe uma resposta