‘Está tudo bem’, disse Silvânio a síndico, que ouviu briga no apartamento do vereador

Um barulho parecido com uma luta corporal, que vinha de dentro do apartamento do vereador Silvânio Barbosa (MDB), na quinta-feira, 6 de setembro, gerou…

Um barulho parecido com uma luta corporal, que vinha de dentro do apartamento do vereador Silvânio Barbosa (MDB), na quinta-feira, 6 de setembro, gerou estranheza entre os vizinhos.

Isso porque Silvânio não era considerado alguém que incomodasse ninguém quando estava em casa.

Por volta das dez da noite, o síndico foi ao apartamento de Silvânio e bateu na porta. Perguntou o que estava havendo. O vereador não abriu. Mas, do lado de dentro, com a porta fechada, ele respondeu: “Está tudo bem”.

Por volta de meia noite, meia noite e meia (sexta-feira, 7 de setembro), o carro de Silvânio, com os vidros fechados, cruzou pela guarita do condomínio Central Park, onde morava o vereador. Não voltou mais.

Durante toda sexta-feira, assessores buscavam informações a respeito de Silvânio e o celular estava desligado.

Daí, na manhã deste sábado, quando um dos assessores entrou no apartamento, viu a cena do crime: Silvânio Barbosa morto, de bruços, sem roupa e bastante sangue espalhado pelo chão, na sala

As primeiras informações (não oficiais) indicam que Silvânio foi golpeado a facadas na cama e se arrastou pelo apartamento até a sala, talvez em busca de socorro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *