Higienização do PSDB agride padre idoso a socos

O projeto de higienização social posto em curso na cidade de São Paulo pelo prefeito João Dória, que costuma chocar as pessoas com banho…

O projeto de higienização social posto em curso na cidade de São Paulo pelo prefeito João Dória, que costuma chocar as pessoas com banho frio nos moradores em situação de rua, durante o sono ou ao acordar, e também  recolher agasalhos e lençóis, de quem já não possui nada de material para sobreviver no clima frio, na manhã de hoje excedeu a crueldade chegando à violência física contra as pessoas, mesmo estando entre elas o Padre Júlio Lancellotti, pároco da Igreja São Miguel Arcanjo, no bairro da Mooca.

O padre conta com quase setenta anos de vida, e foi alvejado por socos e agressões verbais por parte da Guarda Civil Municipal da cidade de São Paulo, ao tentar defender àqueles a quem  dedica parte do seu sacerdócio, os menores entre os menores.

Direitos Humanos, Estatuto do Idoso, garantias constitucionais e princípios básicos de convívio estão sendo jogados no lamaçal da política pútrida que o PSDB desenvolve em São Paulo, na pessoa de João Dória e sua gestão higienista apoiada e aplaudida pela elite grotesca que deseja dominar o Brasil de canto a canto, usando a repressão e a força bruta para esmagar quem se coloca ao lado dos deserdados do capitalismo predatório.

Que o Padre Júlio Lancellotti, com seu exemplo de amor cristão verdadeiro, entre em nossas consciências, mostrando de qual lado fica aquele que opta pelo bem incondicional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *