Do Coiso ao coisado, deixemos todos de lado: revanche feminista

Já está delimitado o espaço para aquilo que não queremos na política brasileira, como mulheres que somos! Conseguimos mandar o recado e escancarar para…

Já está delimitado o espaço para aquilo que não queremos na política brasileira, como mulheres que somos!

Conseguimos mandar o recado e escancarar para o globo que não estamos passivas nem pacíficas, quando o destino dos nossos corpos e dos nossos amores, estão sendo atrelados a discursos de fundo moral burguês, com sérias inclinações nazi-fascistas!

Contudo, chega também o momento de dizermos aquilo que nós queremos!

Não será produtivo do ponto de vista político combater apenas o presidenciável Coiso, que manifesta opiniões bizarras sobre temas cruciais, envolvendo vidas e histórias humanas no simplismo da destruição do outro. Isso não queremos, mas a discussão e a luta não deve emperrar por aí.

Governadores, senadores, deputados federais  e deputados estaduais que coadunem com o perfil dele devem ser identificados e banidos das possibilidades de votos femininos, também.

Lembrem que durante muito tempo o Brasil elegeu deputados e senadores como quem brinca de casinha, sem levar a sério a funcionalidade representativa dos cargos. Quando o golpe foi articulado estas pessoas foram decisivas! Mostraram a face espúria em nome de Deus e da Família, nos deixando a contemplar em rede nacional a desqualificação do voto dado, como não fosse coisa séria.

O candidato repulsivo tem simpatizantes e seguidores entre candidatos a cargos eletivos por todo o país!

Coloquemos o filtro, analisemos. Pois a contaminação está espalhada, e não será eliminando um personagem da trama que o problema se resolve, simplesmente.

A luta é para afastar a maior quantidade possível de machistas, misóginos, racistas, seguidores de vocês sabem quem, dos espaços de poder.

As cartilhas fakes, a tal ideologia de gênero, a erotização da criança na escola e outras adversidades espalhadas, encontraram fôlego nestes nichos, com agravantes que também devem ser considerados, como o envolvimento de cristãos ortodoxos na política partidária.

Já que assumimos a bandeira da luta feminina, qualifiquemos o tremular desta flâmula lilás, pois de política nós também entendemos ou podemos entender!

Não ao Coiso, e aos seus correligionários!

Não aos moralistas desalmados!

Não aos machistas convictos, profissionais da política!

Não até mesmo às mulheres machistas, reprodutoras das ideologias patriarcais e, assim, contra a autonomia e o empoderamento feminino, na prática.

A barreira está gigante! Que fermente ainda mais! Porém, que também alargue a compreensão sobre a representatividade integral das causas humanitárias e feministas, em todo o parlamento brasileiro.

Chegou a hora de ampliarmos as pautas feministas Brasil!

One thought on “Do Coiso ao coisado, deixemos todos de lado: revanche feminista

  1. = A MULHER …. o altar dos seres humanos. Deveria ser assim para todos ; sòmente alguns compreendem. Os que dedicam suas vidas para explorá-las, manietando-as para que não se aperfeiçoem e não consigam se integrar cada vez mais na sociedade, pagam caro e via de regra são pessoas vindas de um regime familiar patriarcal cruel e com certeza de pouca cultura.Aqueles pouco mais cultos que agem da mesma forma como o “coiso” citado pagarão sofridamente em futuro próximo.Alguns são pobres seres humanos vencidos pelo MAL que permeia entre os filhos de DEUS. Essas eleições prometem serem histórica se a participação maciça do eleitorado feminino comparecer votando em candidatos que tem sentimento humanitário,que conheçam a ADMINISTRAÇÃO PUBLICA , COM EXCELENTE CONHECIMENTO DO QUE É MACRO-ECONOMIA,PRINCIPIOS DOS DIREITOS E DAS OBRIGAÇÕES HUMANAS ,tenha acima de tudo no seu interior o sentimento de valorização da Instituição Família e venha praticando tudo isso durante sua vida. Uma Pesquisa dos PERFIS DOS CANDIDATOS ,consegue mostrar tudo isso , além da presença nas Redes Sociais,procurando informar-se do Político com esses requisitos. Gostei do Artigo e estou Compartilhando no Face-101-Público

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *